Aproveite Nossa Promoção de Black Friday do E-Book!

Clique Aqui!
 

Dor durante o Sexo? Veja 8 Dicas para Transar Sem Dor

Escrito por Redacao blog da Gina
em Novembro 4, 2021

Insira seu e-mail para receber

Baixe gratuitamente: 10 Dicas Para Mulheres Arrasarem na Cama

Dor durante o Sexo? Veja 8 Dicas para Transar Sem Dor
Compartilhe Este Artigo!

O momento sexual deveria ser de prazer e felicidade, porém infelizmente muitas mulheres, sentem dor durante o sexo e precisam de ajuda.

Muitas vezes, as mulheres não relatam o que está acorrendo e acabam se bloqueando para a relação, para o parceiro e para o sexo.

Por isso, é importante buscar a ajuda tanto uma ginecologista, como uma psicóloga, já que pode ser algo físico, como emocional na relação com o parceiro.

A grande maioria das consultas ginecológicas são direcionadas para tratar este problema na relação sexual.

Os profissionais de saúde, conseguem diagnosticar a principal causa desta dor e assim consegue prescrever a melhor solução para a mulher.

Muitas dúvidas surgem nas mulheres, quando o desconforto sexual é causado por dor e acaba criando um bloqueio para o sexo.

Por isso, nós traremos a resposta para os principais questionamentos e uma série de dicas como combater este mal.

O que realmente causa a dor durante o sexo?

A inúmeras questões ligadas a dor no momento da transa.

O primeiros passos para identificar qual o motivo que isso está ocorrendo com você é ser sincera com você e com o seu parceiro e admitir o problema.

Partindo deste ponto, você deverá se autoconhecer e entender que a dor pode estar relacionada a outros sintomas.

Assim, leia com atenção as principais causas e o que pode se relacionar com o seu problema:

  • Vaginismo: Uma das causas mais comuns, o vaginismo é uma contração ou enrijecimento involuntário dos músculos ao redor da vagina, causando bastante dor durante a penetração. Tem diversas formas de tratamento.

  • Falta de lubrificação: A secura vaginal causa bastante desconforto tanto na penetração, como fricção de dedos, objetos sexuais e etc. Inclusive com o atrito repetitivo, pode irritar a pele da vagina e causar enorme dor. Suas causas podem ser em relação a menopausa, disfunções hormonais, falta de libido, bloqueio sexual e falta de entrosamento com o parceiro. Para melhor solução é uma terapia ou tratamento psicológico para entender a causa raiz deste problema, um tratamento hormonal e o uso de estimulantes sexuais ou lubrificantes poderão auxiliar.

  • Vaginite: Doenças como infecções ou inflamações causam grandes desconforto, forte odor e muita dor no canal vaginal. Para tratamento é necessário medicamento previsto por especialista.

  • Gravidez e Parto: Muitas mulheres, após a gravidez sentem muita dor ao transar. Isso é causado por terem tido episiotomia ou lacerações no períneo durante o parto. Um dos tratamentos é a fisioterapia pélvica e medicamentos. Em casos mais graves pode ser preciso cirurgia.

  • Dermatite ou Herpes: devido a estresse, ansiedade, nervoso, entre outras condições físicas e psicológicas, muitas mulheres acabam tendo dermatite ou herpes na vagina, o que traz uma enorme dor ao transar. Em casos mais graves, tais doenças de pele resultam em úlceras ou outras lesões na pele da vulva. Para estes casos, há tratamento específicos com ginecologistas, dermatologistas e terapia.

  • Depilação: Muitas vezes a depilação, pode causar muito desconforto, principalmente alguns dias depois ou quando estiver na fase dos pelos iniciarem seu crescimento, pois podem causar espinhas, cravos e furúnculos, originados de pelos encravados. Quem usa a depilação com gilete, ainda sofre com alergia momentânea, com aparecimento de pequenas bolinhas e isso causa grande desconforto com fricção durante o sexo. O ideal é sempre usar cremes calmantes para a pele pós depilação, os creme contra assaduras e esfoliar sempre o local.

  • Vulvodínia: Trata-se de uma dor crônica na área em torno da abertura da vagina. Causa grande irritação e queimação na vulva. Em casos graves, pode causar ainda desconforto para sentar e demais atividades. Pode ser causado por roupas apertadas, excesso de sudorese, perfumes, uso de cremes e etc. O tratamento é feito somente através de medicamento prescrito por especialista.

  • Alergia: Durante o sexo, algum produto como lubrificantes, estimulantes sexuais, sex Toys ou até mesmo a lingerie pode estar causando algum tipo de alergia, que traz irritação e dor durante o sexo. É preciso olhar bem os componentes do produto que vocês usam na relação sexual. Se for o caso use produtos hipoalergênicos ou a base de água e evite por um tempo, certos tecidos, como renda ou tela de calcinhas.
LEIA TAMBÉM:  Você Sabe o que é Fratura Peniana?

  • Outras causas: Doença inflamatória pélvica, endometriose e aderências abdominais/pélvicas (pós-cirúrgicas) podem causar dor durante o sexo.

É normal sentir dor durante o sexo?

Apesar de não ser muito comentado e muitas mulheres se sentirem constrangidas ao comentar, é bastante comum sentir dor durante a relação sexual, porém comum não é a mesma coisa que normal.

Como vimos, alguns casos podem ser pontuais e facilmente tratados e em outros precisa ser uma unção de tratamentos, incluindo o psicológico.

É importante sempre manter o diálogo com seu parceiro e procurar ajuda médica, assim que sentir o desconforto.

De forma nenhuma, deve-se aguentar a dor, se sentir desconfortável e infeliz no sexo apenas para agradar o outro.

Procure ajuda, pois há sempre uma solução.

Em qual local é sentida a dor durante o sexo?

Não há um lugar específico para se sentir dor.

Cada causa origina um desconforto em um local.

Pode ser na vulva, no canal de abertura da vagina, no topo, na virilha e etc.

Todos os tipos, locais e motivos acabam levando ao desconforto na relação sexual.

Uma das nossas dicas é entender se a dor é durante o ato sexual ou após e este permanece por alguns dias, pois pode ser alguma irritação.

O que posso fazer para diminuir a dor durante o sexo?

O meu  conselho é sempre procurar um especialista para avaliar a causa do problema e receitar a melhor solução.

Porém, há algumas coisas que você poderá fazer sozinha, até mesmo que te ajudarão no relato ao médico do que está ocorrendo.

1 – Identificação da dor

Com calma, tente sentir se a dor é realmente algo que dói ou se é apenas um desconforto ou uma sensação incomodativa. É importante esta etapa, até para você saber o local que realmente está doendo e as possíveis causas

2 – Toque

Se toque, se explore e veja de onde vem o desconforto. Se a dor é latejante ou se apenas quando se toca no local e principalmente se há algo, como verrugas, sangue, ferida, nódulos, pele áspera e etc.

3 – Nada deve ser feito por obrigação

Muitas mulheres acabam fazendo sexo por obrigação, o que dificulta na lubrificação, causando grande desconforto imediato e a longo prazo.

Diga não e converse com seu parceiro. Estabeleça seus próprios limites, para que o momento do sexo seja prazeroso.

4 – Não dispense as preliminares

Já falamos algumas vezes aqui no Blog da Gina o quanto as preliminares são importantes, principalmente para lubrificar bem a vagina e tornar a penetração mais prazerosa.

Com isso, evita atritos e demais fricções doloridas.

5 – Faça uso de lubrificantes

Se por algum motivo você acha que não está lubrificada o suficiente e está fazendo algum tratamento que cause maior secura vaginal, use e abuse dos lubrificantes vaginais.

Para evitar alergia, escolha produtos à base de água ou hipoalergênicos.

Além disso, você pode usar este produtinho para brincar e apimentar a relação.

Importante: não use vaselina, óleo de bebê ou óleo mineral com preservativos, porque eles podem dissolver o látex do preservativo.

6 – Escolha a melhor posição para você

Claro, que tem dias que vocês querem ousar e experimentar novas posições, porém nem todas serão confortáveis para você.

A mulher é quem sofre o maior impacto do sexo, podendo afetar inclusive o útero. Você precisa estar segura e relaxada, até mesmo para facilitar a abertura vaginal.

Caso contrário, ela se contrai imediatamente e dificulta ainda mais a penetração, causando dor.

Por isso, experimente, mas se algo te incomodar avise na hora seu parceiro e mude a posição.

7 – Dicas para antes do sexo

Antes do sexo, sempre esvazie a bexiga, pois somente o fato de elas estar cheia, já te causará o desconforto e dor.

Além disso, tome banho morno ou quente. Isso irá trazer relaxamento e maior circulação sanguínea corporal e facilitará a abertura do canal vaginal.

8 – Para o pós sexo

Há um ótimo método para aliviar a queimação após a relação sexual. Aplique compressas geladas na vulva.

Use sempre uma toalha ou saco de gelo própria, para não causar qualquer queimadura.

Nosso conselho principal é manter o diálogo aberto e sincero com seu parceiro. Assim vocês conseguem manter um sexo prazeroso e saudável.

Gostaram destas dicas?

Acompanhe o Blog da Gina e tenha muito mais prazer na sua relação.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


Seja o primeiro a comentar!

10 Dicas Para Mulheres Arrasarem na Cama

Baixe Agora Nosso E-Book Gratuitamente!

Milhares de leitoras aqui do Blog já baixaram e estão aproveitando todas as dicas...

100% Seguro e Livre de Spam!