Aproveite Nossa Promoção de Black Friday do E-Book!

Clique Aqui!


	

Chuca Faz Mal?

Escrito por Redacao blog da Gina
em Novembro 7, 2021

Insira seu e-mail para receber

Baixe gratuitamente: 10 Dicas Para Mulheres Arrasarem na Cama

Chuca Faz Mal?
Compartilhe Este Artigo!

Muitas mulheres ainda possuem muitas dúvidas e medos sobre o sexo anal e uma delas é saber se fazer chuca faz mal.

Não se tem muita informação, até mesmo médica para esta prática, apesar de despertar o interesse crescente, tanto em mulheres, como em homens.

Mas a ducha intima vem sendo amplamente usada, muitas das vezes, da forma errada e isso sim, pode ser prejudicial à saúde.

Antes de passarmos todos os cuidados necessários e quais impactos físicos a chuca causa, vamos explicar um pouco a anatomia corporal durante o sexo anal e a fisiologia humana.

A penetração ocorre no canal anal, cerca de 2 a 3 cm e no reto em 15 cm de profundidade, se nos basearmos no tamanho médio de pênis de 15 cm.

Já todo o intestino, tem aproximadamente 2 metros, ou seja, após a evacuação natural, o reto fica completamente esvaziado de fezes.

Basta pensarmos o seguinte: O sexo anal é praticado apenas em 10% do local de saída das fezes, que normalmente são eliminadas as que estão ali.

Logo, o que está lá em cima, no intestino, não tem qualquer chance de atrapalhar o ato sexual.

Desta forma, o sexo anal ocorre sem maiores surpresas.

Mas, acontece que mesmo com uma limpeza natural, sem forçar com laxante e etc., muitas pessoas acabam usando a chuca, e aí que está o grande problema.

Não mexe com quem está quieto!

Mesmo com o que explicamos, na limpeza intestinal natural, muitas pessoas ficam nervosas de passar cheque e acabam recorrendo a famosa ducha anal.

O problema é que se você já limpou toda a área que será utilizada para o sexo anal naturalmente com a evacuação, por que irá mexer com o final dos 2 metros de intestino grosso?

Os resquícios de fezes estão lá quietinhas, no final do tubo, bem longe do divertimento, porém, jogam um jato forte de água, naturalmente ela irá percorrer todo o canal.

O que ocorre é que ela pode simplesmente parar no meio do caminho e ficar bem nos 15 cm inicial.

Em vez de você estar segura durante o sexo, terá uma surpresa bem desagradável.

Então, o nosso conselho aqui é, sempre, tentar deixar o próprio organismo trabalhar sozinho.

E o seu papel é comer bastante fibra, fazer exercícios que envolvem caminhada, pois esse é o melhor caminho para manter seu parque de diversões anal bem limpinho diariamente.

Mas…e se somente a chuca me faz sentir segurança?

Já falamos um pouco Você deve estar se perguntando: E se somente com a chuca eu me sinto segura? O que eu faço?

Primeira coisa que deve saber, é o jeito mais adequado para realizar a ducha anal e mais ainda, NUNCA fazê-la constantemente.

Chamada de enema, a chuca poderá ser feita com 200 a 300 ml  de água e algumas soluções vendidas em farmácia, como glicerina, fosfato e sorbitol.

Em alguns sex shops é possível encontrar os produtos próprios para realização da ducha, como a bombinha plástica em formato de pera ou a ducha descartável.

Alguns vem apenas os objetos, que devem ser formulados a solução para utilizá-los e outros que já vem como água e a solução de limpeza, ou seja, o kit completo.

O ideal é nunca compartilhar seu kit de ducha anal e sempre higienizá-lo após o uso, lembrando de não utilizá-lo periodicamente.

Muitas pessoas, acabam fazendo uso também do chuveirinho, como medida paliativa e emergencial e muitas das vezes de motéis, e isso sim, pode se tornar um grande problema.

LEIA TAMBÉM:  Maconha melhora a libido das mulheres? Confira a seguir!

Quando um dos produtos que citamos não é higienizado ou se utiliza chuveirinho ou produtos compartilhados, podem estar proliferando para dentro do organismo diversas doenças.

As principais delas são oriundas de bactérias e infecções, que causam lesões na mucosa retal e intestinal e até mesmo infecções sexualmente transmissíveis (ISTs).

Além disso, pode ocorrer graves danos a flora intestinal, devido a diarreias frequentes, pelas infecções e bactérias na área.

Danos sérios causados pelo uso da Chuca

Como explicamos, um dos maiores riscos de ter problemas com a chuca é realizar o compartilhamento do kit de ducha anal ou mangueirinha.

O contato com fezes e até mesmo sangue é porta aberta para a transmissão de infecções e diversas doenças.

Porém, não é apenas isso.

Diversos proctologistas afirmam, que pode ocorrer, também, um problema na função intestinal do organismo.

Isso, porque, o uso do jato de água, dependendo da potência, empurra as fezes para cima do intestino grosso e ainda, diluída com produtos de limpeza corporal.

Por isso, o uso frequente da chuca, assim como de maneira errada, pode, não apenas, machucar o canal retal, lesionar a mucosa do ânus, como problemas intestinais severos.

 Diversos médicos recomendam o uso apenas do chuveirinho, com jato moderado. Essa prática já será suficiente para uma limpeza adequada da área que será utilizada para o sexo anal.

Se, ainda assim, mesmo após toda essa informação, você não abre mão da ducha com seu kit, lembre-se sempre de fazer de maneira moderada, não compartilhá-lo com ninguém e higienizar muito bem depois de usá-lo.

Não passe cheque e seja feliz

Já é entendido que se feita na medida certa e seguindo os devidos cuidados, a chuca não faz mal, porém, se realmente não houver exageros e descuidos.

Sabemos, que quem tem o hábito de fazer a chuca, nunca faz apenas uma vez, faz quantas vezes for necessário até a água sair branquinha, não é?

Porém, recomenda-se que não se ultrapasse 1 litro de água, a cada ducha anal, que dá um limite aproximado de 3 chucas, por limpeza.

Após a chuca, o salão anal fica disponível para a festa por 4 horas, que é o tempo do organismo trabalhar e produzir fezes.

O ideal é que a ducha íntima seja feita em sua própria casa, com a sua bombinha, mangueirinha ou chuveirinho próprio e ninguém mais tenha acesso a eles.

Que se utilize a quantidade correta de água e principalmente, não troque o famoso NATURAL pelo ARTIFICIAL.

Chuca com chuveirinho

Claro, que o Blog da Gina não iria fechar estas informações sem dar a famosa dica de ouro.

Uma das práticas mais usadas de chuca anal é através do velho e bom chuveirinho de casa.

Então, vamos deixar a melhor forma de fazê-lo, para que você não tenha nenhum problema com esta prática.

Vamos lá:

  1. Lubrifique bem o seu dedo com algum óleo ou lubrificante;
  2. Estimule o seu ânus, como se estivesse se masturbando por trás. Isso ajudará na entrada da mangueirinha;
  3. Retire o bico do chuveirinho e garanta que a mangueira esteja higienizada;
  4. Lubrifique bem a ponta da mangueirinha;
  5. Faça força para evacuar e insira a ponta do chuveirinho no ânus.
  6. Não se penetre com a mangueirinha. Coloque apenas a pontinha para não machucar a região;
  7. Ligue o chuveiro com a menor pressão e use água fria. Nunca quente.
  8. Conte até 5 segundos e retire a mangueira.
  9. Evacue normalmente.

Este procedimento pode ser repetido até 3 vezes, nada mais do que isso e o nunca aumente a potência do jato.

Lembre-se que, se extrapolar estas recomendações, você poderá ter danos de saúde.

Gostaram destas dicas?

Acompanhe o Blog da Gina e tenha muito mais prazer na sua relação.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


Seja o primeiro a comentar!

10 Dicas Para Mulheres Arrasarem na Cama

Baixe Agora Nosso E-Book Gratuitamente!

Milhares de leitoras aqui do Blog já baixaram e estão aproveitando todas as dicas...

100% Seguro e Livre de Spam!