Fetiche Sexual

Escrito por Redacao blog da Gina
em janeiro 4, 2022

Insira seu e-mail para receber

Baixe gratuitamente: 10 Dicas Para Mulheres Arrasarem na Cama

Fetiche Sexual
Compartilhe Este Artigo!

Apesar de poucas pessoas realmente saber o que é, a grande maioria da população, sejam homens ou mulheres, possui algum fetiche sexual.

Após o filme “50 Tons de Cinza” e suas sequencias, os fetiches sexuais passaram a ser mais conhecidos e deixaram, um pouco, de ser um tabu.

A procura em sites de busca, tanto o seu conceito, como os tipos de fetiches explodiram muito depois da trilogia e do best Seller lançado pela autora E.L.James.

E você sabe o que é?

Fetiche é uma condição com estímulo sexual na qual alguém é sexualmente fixado em um objeto inanimado.

E essa fixação pode ir do mais comum, como lingerie, parte do corpo humano, salto alto ou venda nos olhos, aos mais extremos, como objetos, alimentos, sensações como dor ou tipos de pessoas.  

Uma pessoa com um fetiche sexual pode se excitar e se masturbar enquanto segura, cheira, esfrega ou prova o objeto de fixação.

Assim como pode se excitar e gozar rapidamente, apenas de ver, sentir ou tocar o parceiro que está usando o objeto durante o sexo.

Fetichista é aquele que transforma o seu desejo sexual em uma fixação realmente, em vez de usar esporadicamente suas vontades no sexo.

Christian Grey, o famoso galã do filme, interpretado por Jamie Dornan era um fetichista de carteirinha, visto seu quarto vermelho, cheios de objetos sadomasoquismo, um dos tipos de fetiches sexuais.

Apesar de não se saber bem como surge um fetiche, acredita-se é através dele que se consiga chegar de forma mais rápida e prazerosa a uma excitação sexual em diversas situações.

Se você vem sentindo que está com adoração a algo ligado ao sexo, assim como tem sentido mais desejo sexual em relação a algo, provavelmente você está com fetiche.

Não se assuste, nós explicaremos tudo para você.

O Que é Fetiche Sexual?

significado da palavra “fetiche” possui origem francesa e pode ser conceituado como: “objeto enfeitiçado”.

O fetiche se resume em se fixar em algo ou alguém para aumentar sua excitação, estímulo sexual, tesão e prazer.

O fetichista representa e dita um comportamento sobre como essa pessoa lida com a busca e o encontro do prazer, que acaba sendo diferente da maioria das pessoas. 

Assim, o fetichismo é praticado por alguém que busca sua conotação sexual de maneira mais intensa que por outras pessoas.

E isso ocorre, pois apenas iniciar as preliminares de maneira comum, não excitaria o fetichista.

Apesar de parecer estranho é bem normal ter fetiche sexual, no qual ele se manifesta através da fixação, adoração, satisfação em relação a um objeto.

Porém, o fetichismo pode se tornar algo não saudável quando vira dependência e a pessoa não se excita com mais nada, exceto seu objeto de fixação.

Diferença Entre Fetiche e Fantasia Sexual?

Como explicamos o fetiche sexual é ligado a fixação por um objeto para estímulo sexual.

Já a fantasia sexual é o estímulo ou desejo sobre uma situação, pessoa, cena, que causa sensações extras ao tesão ou aumenta o desejo, o prazer.

Na primeira há um certo erotismo quase exótico sobre as relações sexuais, como somente transar se usar a mulher usar roupa de couro,  se estiver com o corpo benzutado de óleo ou usado sentindo dor.

Já na segunda opção, há desejos sexuais de algo que se vê e se quer ter ou fazer igual, correr certo perigo, sentir um frisson diferente no sexo.

Por exemplo, os tipos de fantasias sexuais mais comuns dos homens são: dominação, sexo com duas mulheres, sexo anal e transar na posição de quatro.

Já para as mulheres, as mais comuns são: submissão, sexo grupal, exibicionismo e transar em público.

Por fim, o que podemos dizer é que as fantasias sexuais podem ser desejadas e não realizadas e isso não impactar na realização do sexo.

Já no fetichismo não se consegue realizar o sexo sem realizar o fetiche sexual.

Fetiches Mais Comuns

Como vimos, o fetiche sexual é algo normal e comum de se ter e é até saudável, como praticado de maneira dosada e em prol do prazer.

No sexo, não há limites e barreiras e por isso, há diversos tipos de fetiches sexuais e os mais comuns são:

  • Partes do corpo, que não seja genitais (pés, mãos , joelho, cabelos, etc.).
  • Lingeries;
  • Roupas que recordam profissões;
  • Peças de couro;
  • Sapatos;
  • Cores;
  • Tipos de pano, como o de seda, renda, tule, etc.;
  • Lugares exóticos.

Independente dos tipo de fetiche sexual, o ideal é que o casal esteja de acordo com a prática e ambos sintam prazer com tudo que for feito.

Mas além desses, que citamos, há alguns que são mais específicos e envolvem algo mais elaborado dentro do sexo.

Por isso, precisa ser tão conversado e acordado entre os parceiros, para que não haja qualquer desconforto ou fazer algo por obrigação.

Voyeurismo

Nesse tipo de fetiche, a pessoa fica excitada, podendo inclusive se masturbar e gozar por observar outras pessoas fazendo sexo ou se masturbando.

Há uma certa mistura de fixação neste tipo, pois há excitação que ocorre por ver corpos nus, por ver a excitação e prazer de outra pessoa, como ver o ato do sexo ou masturbação em si.

Além disso, há dois tipos de voyerismo: O observador e o exibicionista.

Normalmente o voyeur não encontra prazer na relação sexual, onde ele esteja inserido, somente se ele ver o ato ocorrendo com outras pessoas. Muitas das vezes ele não gosta de ser notado.

Há casos em que somente de observar o sexo, sem participar e sem ser notado (mas deve ser consentido), o voyeur chega ao orgasmo sem nem tocar seu próprio corpo, de tão excitado que está.

O exibicionista já sente prazer em ser visto por outras pessoas enquanto está se masturbando ou transando ou até mesmo desfilando nu, ou seja, em momentos íntimos.

Este é um tipo de fetiche até comum e se confunde muito com fantasia sexual e o comportamento humano, principalmente o exibicionista.

Porém, apenas como alerta do Blog da Gina, para qualquer observação de ato sexual, corpos humanos e etc deve haver o consentimento, uma vez que qualquer forma contrária é crime.

Podolatria

Este é um fetiche que apesar de não ser muito falado é mais comum do que muita gente pensa.

Podolatria é a fixação por pés, onde normalmente o fetichista gosta de cheira, lamber, acariciar, morder, beijar os pés do parceiro ou parceira durante o ato sexual.

Assim, a dica é sempre manter a pedicure em dia, como a hidratação dos pés, pois nunca se sabe quando irá se transar com um fetichista por pés.

LEIA TAMBÉM:  Como Não Cair em Um Golpe no Tinder – Confira Agora os 12 Sinais de Que Ele Pode Ser Um Golpista

Altocacifilia

Este é um tipo bem comum também, ligado na fixação por salto alto.

Este tipo se mistura muito com o anterior, pois o fetichista normalmente quando tem o Altocacifilia, tem também o Podolatria.

Um dos maiores desejos dessa fixação é ter a parceira andando de salto alto pelo seu corpo.

Látex

Neste tipo de fetiche sexual, o fetichista sente enorme desejo e prazer quando o seu parceiro utiliza algo com látex, que pode ser roupa, acessórios ou roupa íntima.

Normalmente para este fetiche, o material pode ser látex, borracha, vinil ou outros materiais justos, apertados e que tem o tom mais brilhante.

Inclusive, somente o cheio do látex ou a sensação de toque é suficiente para excita o fetichista. 

Travestir

Este tipo é muito comum, apesar de a grande maioria não revelar tal desejo sexual.

O travestir é quando um dos parceiros tem enorme prazer de se vestir com peças do vestuário do sexo oposto. Por exemplo, o homem vestir as calcinhas da esposa.

Isso não está ligado a orientação sexual ou define se a pessoa é hetero ou homossexual e sim a um comportamento de prazer ligado a algo proibido.

Sex Tape

Neste tipo de fetiche sexual, o fetichista sente muito prazer em saber que está sendo filmado, enquanto realiza o ato sexual.

Algumas vezes eles sabem, mas pedem que não revelem inclusive onde está a câmera, simplesmente para experimentar todos os tipos de performance na cama. Isso os excita muito.

Infantilismo

Bem comum também, este tipo de fetiche sexual é ligado ao prazer que o parceiro sente ao ver práticas infantis do parceiro ou parceira.

Por exemplo com uso de falas e jeitos bem infantis, uso de chupetas, mamadeiras e até brinquedos durante o sexo.

Não é ligado a pedofilia e nenhum tipo de distúrbio ou trauma de infância. Como já explicamos é apenas um fetiche e um comportamento normal.

Gerontofilia

Este é o oposto do anterior e se refere a ter uma enorme atração sexual por pessoas idosas ou bem mais velhas.

Tanto que este fetichista somente se relaciona com pessoas que tem mais idade, inclusive e maneira amorosa.

Amaurofilia

Relaciona a excitação sexual através da impossibilidade de ver o rosto do parceiro.

Neste tipo de fetiche sexual, se usa máscaras, capuz ou algo lençol, pano sobre a cabeça do parceiro.

Agorafilia

Neste tipo de fetiche sexual, um dos parceiros sente prazer em transar em lugar aberto ou ar livre.

Porém, isso não tem relação com exibicionismo, nem transar em público.

Fetiches Não Tão Conhecidos

Falamos de alguns fetiches comuns, que praticamente fazem parte do dia a dia das conversas entre casais e amigos.

Agora vamos falar um pouco sobre os não são tão conhecidos assim.

Urofilia

Urofilia consiste na excitação sexual e no prazer de dar ou receber um jato de urina do parceiro sobre o corpo.

Em alguns casos mais extremos deste tipo de fetiche sexual, o fetichista sente tesão em ver o parceiro urinar em um copo e depois beber.

Esta prática pode ser chamada de ondinismo, urolagnia ou Golden shower (traduzindo chuva dourada).

Fetiche sexual: Pet Play

O pet play consiste na excitação e prazer sexual em ver o parceiro vestido e encenando um animal.

Neste tipo de fetiche sexual, usar acessórios como orelhas, coleiras, cauda, assim como imitar os gestos dos pets é o que proporciona o desejo do fetichista.

Está bem ligada também a dominação e submissão, pela relação de dono e animal.

Porém nada tem a ver com a relação sexual com animais, pois isso é crime, além de ser uma grande maldade.

BDSM

Talvez esse seja o Fetiche mais conhecido de todos, principalmente depois do filme “50 Tons de Cinza”. A série Billions também fala muito sobre ele.

Por isso, vamos explorar um pouquinho mais ele do que os outros citados anteriormente.

Inicialmente vamos explicar o que significa essa sigla: Bondage, disciplina, dominação, submissão, sadismo e masoquismo.

Neste tipo, normalmente o casal é fetichista e não apenas um deles, pois envolve uma prática de diversas formas de relação sexual, envolvendo os tipos citados.

Isso porque, ambos precisam estar estimulados sexualmente quando submetidos ao BDSM, até para não haver desigualdade de prazer.

Além disso, tudo deve ser consentido e aceito, bem como explicado, pois muitas das vezes, envolve dor física e algo feito consentimento, pode ser considerado crime.

Por isso, vamos explicar os fetiches do BDSM, até para caso tenha interesse, saber como funciona cada um.

Bondage é restringir, prender ou amarrar consensualmente o parceiro ou parceira.

Neste tipo são usadas cordas, algemas, vendas, coleiras, mordaças, entre outros objetos. Praticando a Bondage se tem a intensificação dos sentidos sexuais.

Já na dominação e na submissão, como já explicamos, é o tipo onde um dos parceiros assume a posição do dominador e o outro do submisso.

Na linguagem BDSM, quem é dominador é chamado de “top” e o submisso de “switch”.

Além disso, essa relação muitas vezes ultrapassa a barreira do sexo e passa a ser também no comportamento amoroso.

Já no sadismo ou masoquismo é o tipo de BDSM, onde um sente enorme prazer em sentir dor e o outro ver o parceiro sofrendo com a dor.

A excitação vem realmente através da dor, seja por quem a proporciona ou por quem a recebe.

O objeto que causará a dor fica a escolha do casal, como pinças, cera de velas, argolas, chicotes e etc.

Apesar de muita gente estranha e até pode pensar, as relações que envolvem o BDSM são muito bem acordadas e resolvidas entre o casal. 

Se estabelece termos, objetos, dominador e submisso, assim como uma palavra de segurança, que garante a integridade física e emocional de todos os envolvidos.

Fetiches Sexuais – Diferença Entre homens e Mulheres

Após entender sobre os fetiches sexuais e alguns dos seus tipos, é comum se perguntar se algum está mais ligado ao gênero, comportamento e até mesmo meio social que vive, não é mesmo?

Fato é, que homens e mulheres possuem, sim, tipos diferentes de fetiches sexuais e desenvolvem desejos distintos quando o assunto é sexo.

Porém, se engana que nesta brincadeira, somente os homens são os dominadores e as mulheres são as submissas ou as que mais se fantasiam com roupas eróticas.

Isso é bem variado e há muitos casais que o homem é o submisso e está sempre com uma vestimenta bem picante para a mulher.

O que há sim, é um sentido de que a mulher sempre vai preferir fazer algo em que elas são protegidas e os homens são seus protetores.

Para o homem o que importa é a visão e o tato, já para a mulher a audição e o sensorial.

E neste contexto, cabe a combinação e o acordo entre as partes, para decidirem o que é melhor e mais prazeroso para as suas relações, sejam elas sexuais ou amorosas.

Gostaram destas dicas?

Acompanhe o Blog da Gina e tenha muito mais prazer na sua relação.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!