Aproveite Nossa Promoção de Black Friday do E-Book!

Clique Aqui!


	

Saiba tudo sobre o orgasmo feminino e goze muito!

Escrito por Gina
em Fevereiro 4, 2021

Insira seu e-mail para receber

Baixe gratuitamente: 10 Dicas Para Mulheres Arrasarem na Cama

Saiba tudo sobre o orgasmo feminino e goze muito!
Compartilhe Este Artigo!

Como chegar ao orgasmo feminino

Você sabe o que é o orgasmo feminino e como chegar a ele? Desvendamos aqui alguns segredos do corpo feminino e como chegar ao prazer da mulher.

Orgasmo feminino – conhecendo a mulher sem tabu

O orgasmo feminino está se tornando cada vez mais importante nas relações.

O orgasmo feminino, que antes era tabu, hoje é um tópico relevante para ele e para ela.

Mas como chegar ao orgasmo feminino? Bem, não existe resposta certa.

Cada mulher tem diferentes formas de sentir prazer e o conhecimento, intimidade e parceria são palavras-chave para experimentar novas sensações e aumentar o prazer.

Orgasmo feminino

A forma mais fácil de se chegar ao orgasmo é a prática: entender o que pode estar inibindo o orgasmo da mulher, conhecer o próprio corpo, buscar relações em que haja parceria para que se fale do que gosta e do que não gosta e para experimentar as diversas sensações.

Ou seja, para chegar ao orgasmo feminino é preciso levar em conta as questões psicológicas e dedicar-se ao estímulo de diversas formas para a excitação máximo e o prazer completo.

Mas o que é o orgasmo, afinal?

Todo mundo sabe que o orgasmo é o ápice do prazer durante a relação sexual.

Contudo, o orgasmo feminino é bem diferente do masculino.

O orgasmo feminino pode acontecer mais de uma vez durante a relação (ou nenhuma, e ainda ser um bom sexo), além de não ser tão óbvio para quando se chega ao orgasmo.

O orgasmo feminino pode variar de intensidade e duração dependendo do estímulo.

Ele pode ser de diferentes tipos e envolve fatores físicos e psicológicos.

Muitas mulheres não atingem o orgasmo durante a maior parte de sua vida sexual. Isso se deve a alguns fatores, sendo alguns dos mais relevantes listados a seguir.

Problemas que dificultam o orgasmo:

1. Falta de autoconhecimento

Tocar-se é fundamental para atingir o orgasmo.

Isso porque há muitos zonas sensíveis que podem ser exploradas, e cada mulher se sentirá mais excitada com o estímulo de determinados pontos.

Ao se tocar, a mulher desenvolverá autoconhecimento, sabendo os pontos mais excitantes e os pontos que não lhe agradam para ter mais prazer durante o sexo.

2. Falta de estímulo adequado

Durante o sexo, muitas vezes só se pensa no orgasmo vaginal, ou seja: na penetração.

Entretanto, o orgasmo feminino requer muito mais estímulo, envolvendo o clitóris, seios, em algumas mulheres o ânus, além de todos os aspectos, toques e envolvimento do sexo.

Ou seja, é preciso estimular diversas regiões do corpo da mulher, explorar e reconhecer onde há mais ou menos prazer.

3. Questões psicológicas

Infelizmente, ainda há muito tabu no orgasmo feminino.

Por muito tempo, o sexo foi tido como algo que só servia para a procriação, e o prazer – sobretudo o prazer feminino – era posto de lado.

Ainda hoje vemos cobranças contrastantes para as mulheres: por um lado, espera-se que a mulher seja doce e recatada.

Por outro, também há muitos estímulos midiáticos para um perfil sexy fatal. Por isso, a culpa, o medo e o desconforto ainda estão presentes nas relações sexuais, afetando o psicológico das mulheres e inibindo o prazer.

Também cabe ressaltar que muitas mulheres passaram por situações traumáticas.

Seja o abuso sexual em si, ou importunações, relacionamentos abusivos passados e diversos outros fatores podem travar a mulher para uma entrega total em uma relação sexual. Nesses casos, é preciso muita paciência do casal e um acompanhamento profissional.

4. Estresse

Por mais difícil que seja fugir dele, não se pode negar: o sexo requer relaxamento, e com estresse ele não ocorre. Muitas mulheres possuem jornadas triplas de trabalho, tendo uma vida corporativa, além dos trabalhos domésticos e, colocando frequentemente em último lugar, a vida pessoal e sexual. Por isso, esse é um dos fatores que mais inibem o orgasmo da mulher.

O estresse faz com que a vida afetiva e sexual seja posta de lado ou se torne uma obrigação, deixando de focar no prazer sexual.

5. Falta de comunicação

Sim, minhas caras, comunicação é fundamental! Cada mulher tem suas preferências, fantasias e desejos que devem ser compartilhadas com o seu par quando você se sinta confortável.

Os filmes pornôs, grupos de redes sociais e comunicações de forma geral mostram ideias muito discrepantes sobre o que é prazeroso para a mulher.

Por isso, a melhor forma de ter o que você quer na cama é dizer o que você quer.

LEIA TAMBÉM:  4 Técnicas de masturbação feminina – Dicas especiais para sentir prazer sozinha

Claramente, é preciso estar bem confortável para compartilhar a intimidade sobre suas preferências, mas isso com certeza facilitará o prazer feminino.

6. Auto cobrança e problemas de autoestima

Muitas vezes, a mulher não consegue se concentrar no sexo em si, pois está pensando em suas inseguranças corporais, ou se cobrando um comportamento, uma imagem, um ideal de mulher que não acredita alcançar.

Trabalhar na autoestima é fundamental para ter prazer nas diversas esferas da vida, inclusive sexual.

E isso envolve mais do que se achar bonita: diminuir a auto cobrança é respeitar sua própria história, saber quem você é e que padrões impostos não devem te afetas.

A autoestima também deve envolver investir em si, em seu bem-estar, em autoconhecimento. Isso vai melhorar muito sua vida sexual.

E quais fatores ajudam, então, no orgasmo feminino?

orgasmo feminino

Como visto acima, uma vida equilibrada, em que se tente diminuir o estresse, investir em si e em autoconhecimento, já são fatores que ajudam muito a relaxar e ter orgasmos.

Mas e em termos físicos, o que pode ser feito?

Para ter um orgasmo feminino, é preciso estimular diversas regiões.

A masturbação feminina é um fator-chave para o aumento do prazer da mulher. Isso porque ela conhecerá seu corpo, saberá quais regiões mais lhe excitam, fantasiará e estará mais segura do que fazer na hora do sexo.

Também é preciso que o casal conheça a anatomia feminina, quais regiões podem ser estimuladas e ideias de como estimulá-las.

Há diferentes tipos de orgasmos femininos, que variam de acordo com a região estimulada. Conheça essas regiões e como você pode estimulá-las

1. Clitóris

O clitóris é um órgão anterior da vulva que é um dos mais falados pelas mulheres por ser uma das regiões mais acessíveis para estimular e para dar prazer.

O estímulo da área é relativamente fácil, e as terminações do clitóris dão um prazer intenso.

Leia tudo sobre o clitóris clicando aqui

2. Vagina

A penetração é a forma mais comum de estímulo, mas o orgasmo vaginal depende de outros fatores. Isso porque o orgasmo vaginal ocorre com a penetração na parte mais profunda da vagina, o que requer uma boa lubrificação.

Há quem diga que o orgasmo vaginal também é clitoriano, pois o prazer ocorre por um estímulo a uma área interna do clitóris.

De todo modo, cabe lembrar que é preciso estímulo a outras áreas, inclusive a parte externa do clitóris, para que a penetração seja prazerosa.

3. ânus

Esse é um ponto polêmico para muitas mulheres. Isso porque, em primeiro lugar, o sexo anal é uma das formas mais raras de atingir o orgasmo entre as mulheres.

As terminações nervosas do ânus pode dar prazer às mulheres, mas é preciso paciência para que tudo seja feito no tempo da mulher, sempre respeitando quando não for agradável ou quando ainda for um tabu para ela, além de respeitar as limitações do corpo dela.

Leia tudo sobre sexo anal clicando aqui

4. Ponto G

Esse é um ponto um pouco mais difícil de ser estimulado.

O ponto G é uma parte da vagina que fica acima do osso púbico. Para que esse ponto fique acessível, é preciso estímulo do corpo inteiro, causando o máximo de excitação possível na mulher.

5. Ponto U

A região da uretra é muito sensível. Por isso, estimular essa região gera prazer intenso à mulher.

Ela fica entre o clitóris e a entrada da vagina, e deve ser estimulada com cuidado pois, justamente por ser sensível, pode machucar também.

6. Seios

Você sabia que algumas mulheres podem ter orgasmos até mesmo pelo estímulo aos seios?

Os seios são super sensíveis e podem gerar muita excitação à mulher, podendo até mesmo levar ao clímax. Assim como as demais áreas do corpo, deve-se medir a intensidade do estímulo para que o estímulo que deve ser prazeroso não cause dor.

Resumindo a questão física: o prazer da mulher está no estímulo a diversas regiões

Claro, não se pode esquecer os fatores psicológicos.

Tratá-los é fundamental para uma vida saudável em todos os âmbitos. Além disso, intimidade e parceria para se abrir sobre o que pode estar bom ou ruim é muito importante.

No que tange à parte física, é preciso estimular diversas regiões, respeitando quando não for agradável e experimentando regiões, fantasias e desejos novos. Assim, entender o seu corpo, respeitá-lo e explorar suas sensações é a resposta para o orgasmo.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


7 Comentários

  • Iara diz:

    Gostei muito do conteúdo

  • Ana Paula Mateus diz:

    Estou adorando esse link, as dicas são maravilhas parabéns

  • 10 Dicas Para Mulheres Arrasarem na Cama

    Baixe Agora Nosso E-Book Gratuitamente!

    Milhares de leitoras aqui do Blog já baixaram e estão aproveitando todas as dicas...

    100% Seguro e Livre de Spam!