Você Conhece A Técnica Kunyaza?

Escrito por Redacao blog da Gina
em maio 10, 2022

Insira seu e-mail para receber

Baixe gratuitamente: 10 Dicas Para Mulheres Arrasarem na Cama

Você Conhece A Técnica Kunyaza?
Compartilhe Este Artigo!

Você já ouviu falar na técnica kunyaza? Nunca?

Não se preocupe, hoje o Blog da Gina vai falar um pouco sobre essa técnica ancestral africana que promete ajudar no orgasmo feminino e no squirt.

Portanto, papel e caneta na mão para aprender direitinho a técnica Kunyaza e depois ensinar ao seu parceiro, para colocar em prática no momento íntimo de vocês.

A Origem: A Lenda Da Rainha

Para falarmos dessa técnica sexual precisamos começar pela lenda do povo Rundi, de Ruanda, país da África e foi lá que temos a origem da kunyaza.

Então vamos a história…

Conta a lenda que existia uma Rainha na região de Rundi, que tinha um marido muito ausente, pois ele vivia longe do reino por conta das suas atividades na guerra.

Diante dessa ausência, a rainha se sentia muito sozinha e, consequentemente, sedenta de desejo. Por conta disso ela determinou que um de seus empregados fosse até seu quarto para satisfazê-la sexualmente.

Desesperado com a possibilidade do Rei ter conhecimento da ordem da Rainha e das consequências por a ter obedecido e também por não obedecer, ele foi até o leito real para cumprir com a determinação sexual solicitada.

Desesperado o serviçal chegou tão trêmulo que mal conseguia segurar o próprio pênis e, desse jeito, ele acabou provocando um orgasmo nela. Pelo simples ato de encostar, com suas mãos tremulas em seu clitóris, ao tentar realizar a penetração.

O Orgasmo foi tão intenso por conta da estimulação na região que a Rainha jorrou um líquido tão intenso que deu origem ao Lago Kivu.

Essa é a lenda que explica a origem da técnica do Kunyaza, que promete ajudar as mulheres a terem orgasmos mais potentes e ejaculações femininas.

Os Praticantes Da Técnica Kunyaza

Para os homens de Ruanda, garantir o prazer da sua parceira é algo essencial e fundamental dentro de uma relação sexual ao ponto de considerar o orgasmo e a ejaculação feminina algo divino.

Fazer uma mulher chegar ao Orgasmo e, principalmente ejacular, é literalmente uma questão de honra.

Nossos homens tem muito que aprender com esse povo, não acham?

Portanto, aos praticantes da técnica Kunyaza estão mais preocupados e interessados em dar prazer a sua parceira, do que ter o seu prazer garantido.

Inclusive, a título de curiosidade, “Kunyaza”significa “Água Sagrada”.

“Um grande tabu é o orgasmo feminino. Em uma sociedade patriarcal e machista, prazer sexual feminino não é realmente discutido ou priorizado. Alguns homens pensam que eu estou forçando e demandando algo que não é africano. Enquanto que outros estão felizes e ansiosos para se tornarem parceiros melhores.”

–  Valentine Njoroge, Queniana

Orgasmo X Ejaculação Feminina

Antes de entrar na técnica Kunyaza, vamos esclarecer um ponto muito importante e que muitas mulheres ainda tem dúvida: Orgasmo feminino não é a mesma coisa que ejaculação feminina

Muita gente ainda confundindo isso e acredita que ter um orgasmo é a mesma coisa que ejacular e que eles estão ligados diretamente.

A primeira coisa que você tem que ter em mente é que para se ter um orgasmo a mulher não precisa ejacular.

Além disso, pouquíssimas mulheres conseguem ter uma ejaculação feminina, conhecida como squirting.

A ejaculação feminina consiste na liberação de um líquido, pela vagina, como se fosse um jato, assim como foi o da Rainha da lenda. Já o Orgasmo é quando o ciclo de prazer que você está tendo, no seu corpo, durante a relação sexual, ou a masturbação, chega ao seu ápice e se conclui através da liberação de uma grande carga elétrica energética. Nesse caso, não é necessário haver uma ejaculação para que ele aconteça.

LEIA TAMBÉM:  Como Saber Se Ele Só Quer Transar - 9 Maneiras

Portanto, não se preocupe se durante o uso da técnica você não conseguir ejacular. O importante é ter prazer.

A Técnina Kunyaza

Podemos dizer que a técnica Kunyaza é similar ao famoso Sexo Tântrico, isso porque para realizar essa técnica o casal vai precisar de muita intimidade, de muita conexão emociona

É fundamental que o casal tenha intimidade para realizar os toques, para sentir o olhar um do outro e que tenha compromisso com o sensorial, deixando o tempo de lado e se entregando ao momento.

Portanto, nada de pressa!

Para realizar a técnica Kunyaza o homem irá misturar um pouco de estímulo clitoriano, e em outras regiões da vulva e da vagina, com o seu pênis, além da técnica também incluir a penetração.

Mas atenção, aqui estamos falando de sensações e esquecemos do tempo, lembram? Portanto as penetrações aqui são lentas e mais intensas.

Tendo conhecimento disso, para realizar o estímulo das áreas, o homem deve com o seu pênis, fazer movimentos em círculo ou zig-zague, podendo também dar leves batidas,  nos pontos erógenos da vulva e da vagina, não esquecendo o clitóris.

Essa técnica pode ser feita de um jeito mais simples ou de uma forma mais complexa.

A forma mais simples irá ficar restrita a estimulação do clitóris pela glande do pênis. Com isso, o seu parceiro deverá movimentar a cabeça do pênis do topo para a base da vulva e vice-versa ou então em movimentos circulares.

Quando forem realizados os movimentos em círculos, o homem deverá fazê-los em sentido horário e anti-horário. Mas atenção, nada de atuar, parecendo um relógio quebrado. Lembrem-se que o segredo aqui é o ritmo.

Peça para que ele faça, primeiramente, em um sentido, permanecendo por um tempo dessa forma e, posteriormente inverta o sentido que estava sendo feito.

Após isso, quando você já estiver explodindo de tanto prazer, ele deve fazer a estimulação interna, através da penetração.

A parte da penetração é o uso mais complexo da técnica, isso porque o momento de penetrar o pênis na vagina deve ocorrer de forma lenta e seu parceiro deve alternar os movimentos dentro do canal vaginal, principalmente nos 3 cm iniciais dele, que são extremamente sensíveis.

Mas atenção, queridas leitoras, para que essa técnica seja feita com excelência é muito importante que você, mulher, esteja bem lubrificada. Portanto, se for difícil chegar a uma lubrificação rápida, utilize lubrificantes artificiais ou óleos vegetais apropriados para ajudar.

A lubrificação é importante porque, a área que será explorada é muito sensível e caso esteja seca, poderá machucá-la.

Os movimentos de estimulação também podem ser feitos com o dedo ou com a língua.

E aí, o que vocês acharam dessa técnica?

Lembre-se que você não precisa de um parceiro para começar a colocar em prática o que foi ensinado aqui. Você pode e deve estimular seu corpo e conhece-lo, só assim o seu prazer será intenso e completo.

Gostou de conhecer essa técnica? Para essas dicas e muito mais, acesse o Blog da Gina.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!